Os benefícios coletivos têm feito a diferença na sua instituição?

Em tempos de crise, como no atual, as pessoas precisam se atentar aos cuidados com a saúde mental e do corpo. Os impactos nem sempre são sentidos de imediato, mas o acúmulo de stress, medo, solidão e exaustão são mais comuns do que se imagina.

Nesse contexto, as instituições empregadoras podem exercer um papel importante. Iniciativas incentivando o bem-estar e a saúde dos empregados tem sido uma tendência. É um privilégio para eles trabalharem em instituições com esse tipo de preocupação. Por isso, os empregadores têm os benefícios como diferencial na hora de reter e contratar a mão de obra.

A sua instituição possui esse diferencial por meio das assistências e coberturas do Bem-Estar Social.